expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Assim Caminha o Hulk

Lou Ferrigno na série O Incrível Hulk
Desde que o halterofilista Lou Ferrigno aposentou a tinta verde e a computação gráfica avançou a terabytes por segundo, diretores tentam transportar o personagem criado pela dupla Jack Kirby e Stan Lee para formato o cinematográfico. Mas diferentemente do Golum da trilogia O Senhor de Anéis, o Hulk digital nunca foi uma versão realista suficientemente convincente na tela grande.

Mas vale lembrar que no filme A Liga Extraordinária, adaptação da série criada por Alan Moore, o monstro Mr Hyde foi criado usando animatrônicos e maquiagem, atingindo resultados duvidosos. Em algum universo paralelo um Hulk  robótico, similar ao Goro de Mortal Kombat deve ter deixado muito fanboy enfurecido.

Com o lançamento da adaptação de Os Vingadores se aproximando, vale observar como o monstro verde vêm sendo interpretado no cinema.

Hulk (2003) 

Hulk Ploc-Monsters
Dirigido pelo taiwanês Ang Lee, a primeira versão blockbuster do arrasa-querteirão da Marvel foi criado pela empresa de efeitos especiais Industrial Light & Magic (Star Wars, Jurassic Park e Transformers).  
A modelagem suave do personagem  as texturas emborrachadas e o tom verde fluorescente davam ao golias esmeralda um aspecto inadequado de goma de mascar gigante.

  
O Incrível Hulk (2008) 
Dirigido pelo francês Louis Leterrier, o design do Hulk criado pela empresa de efeitos e especiais  Rhythm & Hues Studios ( X-men - A Primeira Classe, A Bússola Dourada)  avançou em direção a linhas rústicas e as proporções estabelicidas nos quadrinhos pelos artistas Dale Keown e Mike Deodato

Hulk de Dale Keown
A ênfase na musculatura massiva, aliado ao verde mais escuro e opaco tornaram o Hulk mais assustador e próximo da versão das revistas. Entretanto o personagem continuou recortado nas cenas com atores e manteve o aspecto cartunesco, ainda habitando o "Vale do Incrível", a região limite onde os efeitos de computação gráfica se tornam reais demais para serem considerados pelo cérebro como uma animação, mas estão a alguns milímetros de distância da percepção poder aceitálos como realidade.


Os Vingadores (2012)
Dirigido pelo übernerd norte-americano Joss Whedon, o filme dos Vingadores reúne o panteão de heróis do universo Marvel, entre eles o alter-ego selvagem do cientista Bruce Banner. Depois dos teasers e trailers, surge a primeira imagem em alta-resolução do novo Hulk. Ao que parece a equipe de animação e modelagem conseguiu um Hulk primitivo, abrutalhado e expressivo que remete a versões icônicas de Sal Buscema e John Byrne. 

Hulk de Sal Buscema e John Byrne
O verde é o mais naturalista que um gigante mutante poderia querer e o rosto é uma extensão do ator Mark Rufallo,  intérprete da vez  na pele do  Dr Banner. Os efeitos do filme são um  esforço criativo de vários estúdios -  entre eles os onipresentes Weta (Senhor dos Anéis, King Kong e Planeta dos Macacos - A Origem ) e ILM. Agora resta aguardar a estréia do filme dia 27 de abril para saber se o cinema pode afinal nós fazer acreditar que um Hulk pode esmagar.

Hulk...
...esmaga!
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...