expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Notícia Ruim - Filme do Lobo pode ser feito por diretor de filmes infanto-juvenis


Lobo o maioral de Czarnia, a máquina de matar que eliminou a população do seu planeta natal quando ainda era criança, o caçador de recompensas mais implacável do universo, Lobo pode se tornar mais um filme medíocre da Warner Bros. Foi anunciado que Brad Peyton, diretor de Viagem 2: A Ilha Misteriosa  e Cães e Gatos: A Vingança de Kitty Galore foi contratado para dirigir e reescrever o roteiro da adaptação do anti-herói da DC Comics. O conflito conceitual não poderia ser maior. 
A versão das histórias violentas e repletas de humor ácido do último czarniano para o cinema circula em um desses limbos, onde filmes se arrastam por décadas sem muitas vezes se tornarem realidade. O cineasta Guy Ritchie esteve ligado ao projeto em 2009, quando se desligou para cuidar da série Sherlock Holmes.  
Criado  em 1983 por Keith Giffen e Roger Slifer na revista Omega  Men nº3, o personagem é a síntese do politicamente incorreto. Pilotando uma moto voadora Lobo, dedica  seu tempo em chacinas, brigas, consumo de álcool ou brutalizando qualquer um que cruze seu caminho, com exceção apenas para seus bichos de estimação os golfinhos espaciais. Nos anos noventa se tornou célebre nas séries da L.E.G.I.Ã.O. e nos álbuns ilustrados por Simon Bisley, onde os roteiros insólitos escritos por Alan Grant e Keth Giffen eram uma mistura de Monthy Pyton com revista MAD.

Com um diretor especializado em filmes família, a Warner, junto com produtor executivo Joel Silver estão mirando uma arma para o próprio pé. Ao menos Peyton,  tendo trabalhado com o carismático The Rock na Ilha Misteriosa, poderia considerá-lo seriamente para o papel principal.  No youtube existe o fan film  The Lobo ParaMilitary Christmas Special que capta exatamente o espírito nonsense e ultra-violento do personagem
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...