expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

terça-feira, 7 de maio de 2013

Artes conceituais da versão do 'Batman: Ano Um' que seria dirigida por Darren Aronofsky

Lendas do Cavaleiro das Trevas>>>
Anos antes da recomeçar a franquia do Homem-Morcego a partir da abordagem de Christopher Nolan, com "Batman Begins", vários projetos circularam nos corredores do estúdio. Entre eles houve uma versão desenvolvida por Darren Aronofsky ("Cisne Negro") que se afastava consideravelmente do cânone estabelecido nos quadrinhos. Seria uma espécie de "Batman: Ano Um", mas na visão de Aronofsky, a origem do Cavaleiro das Trevas divergia bastante da mini-série criada por Frank Miller e David Mazzucchelli. Depois de terminar "Réquiem Para Um Sonho", em 2000, o diretor co-escreveu um roteiro com o próprio Miller. Mas o estúdio preferiu seguir com a versão de Nolan que todos conhecemos.

Comic Book Movie postou um monte de imagens com estudos feitos na época do projeto. Aronofsky comentou via twitter, que não esteve envolvido diretamente na criação desses sketches mas vale a pena dar uma olhada nessa versão do Batman que nunca aconteceu.

Nessa versão da história, Bruce Wayne não seria um playboy bilionário, em vez disso, após a morte de seus pais, Bruce se transforma em morador de rua, perambulando pelas ruas de Gotham. Ele acaba indo morar na oficina de carros de Big Al, com seu filho, Little Al, Depois da morte de Big Al, Little Al (Alfred) acaba se tornando o mentor de Bruce. Wayne circula por Gotham dentro de um Lincoln Continental envenenado, que serve como seu primeiro Batmóvel, e o primeiro traje de Batman é apenas uma máscara de hóquei e uma capa. Quando o vigilante sai a caça de criminosos, ele usa o anel de seu pai, Thomas Wayne, que traz as iniciais "T" e "W" gravado. O anel esmaga no rosto de vítimas, deixando uma marca similar a forma de um morcego, que ele garante o apelido de "The Bat-Man". Se quiser existe uma versão detalhada da sinopse no Archive.org 

Nunca gostei dessa idéia de Aronofsky para o reboot do Batman no cinema, mas seria interessante ver uma versão dessa história em outras mídias como animação ou quadrinhos. A premissa aliás me fez lembrar da série mesal "Lendas do Cavaleiro das Trevas", publicada a partir do final dos anos 80  no Brasil, na qual versão alternativas da origem do Batman eram apresentadas por talentos como Dennis O'Neil, Grant Morrison, Mike Mignola, Bill Willingham, Matt Wagner, e Doug Moench entre outros.

Lendas do Cavaleiro das Trevas
Via Slashfilm

Leia mais notícias no Macaco Malandro:






Presidente da Marvel fala sobre os próximos filmes em revista que traz novas artes conceituais
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...