expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

terça-feira, 18 de junho de 2013

Diretor e roteirista de 'Homem de Aço' falam dos futuros filmes baseados nos heróis da DC


Reino do Amanhã>>>
Com a bilheteria de "Superman: Homem de Aço" quebrando recordes no final de semana de estréia, se confirmou a promessa de que a partir de agora a Warner vai dar mais atenção aos seus projetos de super-heróis. Já se sabe que David S. Goyer , roteirista da trilogia dos filmes do Batman e do novo filme do Super-Homem, recebeu a missão de escrever a continuação da franquia do Super-Homem assim como uma versão para o filme da Liga da Justiça. Durante a divulgação de "O Homem de Aço", Goyer comentou sobre seus planos para os próximos filmes. Entre outras coisas, ele falou sobre a presença do Batman na Liga da Justiça e as chances de novos super-heróis do universo DC se beneficiarem do novo filme do Super-Homem.

Em uma entrevista para o Hey U Guys , Goyer deixou claro que o novo filme da Liga da Justiça certamente vai trazer um novo Batman no lugar de Christian Bale e disse o seguinte: "Seria hipócrita pensar que a Warner Bros não espera que este filme seja o ponto de partida para um novo universo. E Zack (Snyder) já falou que Bruce Wayne existe neste universo. Seria um Bruce Wayne  diferente da trilogia de Nolan, e seria errado dizer que eu e Zack  não  conversamos várias vezes durante as filmagens, sobre "como seria se" e o que vem pela frente. 

A Warner Bros quer fazer mais filmes do "Homem de Aço"  e espera que este seja o início de um universo compartilhado. Poderemos encontrar o Batman ou Mulher Maravilha, ou a Liga da Justiça nesses filmes. Todos dependem de recepção de bilheteria ", disse Goyer, antes dos números do final de semana terem sido divulgados.

"Creio que a Warner Bros sabe, e Chris (Nolan) merece todo o crédito por isso, que fomos capazes de revitalizar o Batman e transformá-lo no primeiro filme de super-herói a atingir a marca de 1 bilhão de dólares. Eles estão esperando que Super-Homem também ganhe força também. Se pudermos fazer isso com o Batman e Super-Homem, então talvez possamos mirar em personagens como a Mulher-Maravilha e Flash, " explicou o escritor de "Batman Begins".

Goyer também conversou com o CraveOnline sobre a presença de Lex Luthor no universo do Homem de Aço: "Se Lex vai existir nesse mundo, presumivelmente teremos de dar o mesmo tratamento que dado à Lois Lane no primeiro filme, que é torná-lo um personagem crível.  Ele tem que ser um homem de inteligência incrível, e, presumivelmente, um homem de riquezas e recursos incríveis, " disse o roteirista.

Snyder prevê que no próximo filme Super-Homem será mais internacional. O diretor disse ao BBC Radio 4 Film Programme"Ele não tem escolha a não ser se tornar  global."

Snyder segue com suas considerações sobre a condição de ícone americano do Super-Homem: "É bom o Superman ser americano. Ele é essencialmente uma criação americana. Eu queria prestar uma homenagem ao super-herói como vindo do coração da América, e a razão disso. Eu estava realmente interessado em quão americano ele era, e acho que da melhor maneira possível, e o fiz 'à moda fazenda do Kevin Costner'. Por isso eu realmente queria Kevin e Diane Lane interpretando os papéis dos pais de Kent.  Porque eles realmente representam uma América crível (...),   todos os ícones são representados de uma forma que não sei se existem mesmo. Mas gostaria que existissem. Como um Norman Rockwell  em forma de documentário. Norman Rockwell filmado com uma camêra na mão".

Goyer falou ao Bleeding Cool sobre sua abordagem em relação ao  fato de Super-Homem existir no presente, e não em 1930, quando Jerry Siegel e Joe Shuster conceberam o personagem: "O desafio para nós é seguir em frente na forma como retratamos o Super-Homem em um mundo como o nosso,  onde existe Twitter e mídias sociais. Para mim, o desafio é interessante , ele poderia resolver a fome na África? O que ele faria com a Primavera Árabe? O que ele faria na Síria? Em parte você poderia argumentar 'Como ele não poderia intervir em algo parecido com a situação na Síria?', Mas  outro argumento que surge é "seria um vespeiro se ele se intrometesse? Será que ele tem os meios ou o conhecimento para intervir em algo assim?' Esse é o desafio interessante. É mais fácil para o Batman porque ele só existe nesta parte do mundo, ele não fica violando o espaço aéreo de países todos os dias", refletiu Goyer.

Com a conversa sobre a Warner tentar lançar a continuação do "Homem de Aço" em 2014, e o filme da Liga da Justiça em 2015, em breve descobriremos se o estúdio vai acabar estragando novamente suas propriedades intelectuais ao apressar um processo criativo que demorou tantos anos para funcionar.

Dirigido por Zack Snyder e com roteiro de David Goyer, o filme têm no elenco Henry Cavill (Superman), Michael Shannon (General Zod), Diane Lane (Martha Kent), Amy Adams (Lois Lane)  e Russell Crowe (Jor-El). "Superman - Homem de Aço" estreia em 12 de julho no .


Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...